Pular para o conteúdo principal

Postagens

Aves aquáticas da Ilha de Paquetá.

Sob a enorme abóbada azul, livre de pinceladas
disformes de branco, admiro, desde muito,
o trânsito das aves aquáticas que sobrevoam
a Ilha de Paquetá e,
em especial, o meu “encouraçado permanentemente
encalhado na Praia da Imbuca" De urubus todos negros às garças de impecável branco
em seus permanentes movimentos, um interminável balé.
Logo me surpreendi ao me perguntar
“que pássaro é aquele?”
A principio, em conversa com gente da terra,
contentei-me com expressões de esclarecimento como
“aquela branca de perna comprida”, “a que plana”,
“o patinho que mergulha”, “aquelas que voam em formatura”
ou “a perseguido em luta aérea”.

Depois, mais curioso, dediquei-me á uma
melhor identificação de todas essas aves,
empreitada que não me foi fácil, haja vista a quantidade de
“acho que é”, “eu a conheço como” que não combinavam
com as pesquisas que eu já fazia na internet.
Como ajuda, passei a fotografar aquelas cinco aves
mais freqüentes nos céus da Ilha graças à minha
máquina digit…
Postagens recentes

Pássaros da Ilha de Paquetá.

Comecei a frequentar a Ilha de Paquetá
há quase meio século e há décadas tornei-me proprietário. Antes eu era visitante efêmero, hoje sou seu permanente morador em todos os fins de semanas, em feriados prolongados, durante as férias de início de ano acompanhado de filhos e netos.
Antes eu olhava, hoje eu observo.
Em minha infância em Resende assisti meu pai cuidando
de suas mais de uma dezena de gaiolas ocupadas
por larga variedade de pássaros canoros.
Conheci arapongas, avinhados, coleiros, sanhaços, sabiás,
pintassilgos, canários belgas e da terra,
melros, tiés, saíras e bicos-de-lacre.
Livres, conheci os silvestres beija-flores ou colibris,
pardais, viuvinhas e rolinhas.
Estamos em março de 2011.

Cansei-me de ouvir severas críticas e tristes comentários
relativos ao desaparecimento desses vistosos pássaros em Paquetá.
"Esta Ilha não é mais a mesma. Desapareceram os colibris.”
“Não se vêem mais canários.”
“Sumiram os sabiás, sanhaços e melros.”
“Infestaram a Ilha…

Política de privacidade | Site Paquetaense.

Política de privacidade
para o site Paquetaense.
Todas as suas informações pessoais recolhidas,
serão usadas para o ajudar a tornar a sua visita no nosso site
o mais produtiva e agradável possível.
A garantia da confidencialidade dos dados
pessoais dos utilizadores do nosso site
é importante para o Paquetaense.Todas as informações pessoais relativas a membros,
assinantes, clientes ou visitantes que usem o Paquetaense
serão tratadas em concordância com
a Lei da Proteção de Dados Pessoais
de 26 de outubro de 1998 (Lei n.º 67/98).
A informação pessoal recolhida pode incluir
o seu nome, e-mail, número de telefone
e/ou telemóvel, morada, data de nascimento e/ou outros.O uso do Paquetaense pressupõe
a aceitação deste Acordo de privacidade.
A equipa do Paquetaense reserva-se ao direito
de alterar este acordo sem aviso prévio.
Deste modo, recomendamos que consulte
a nossa política de privacidade com regularidade
de forma a estar sempre atualizado.

Os anúncios.Tal como outros websites, col…

Área de Preservação Ambiental.

A ilha de Paquetá

localiza-se no interior nordeste da
baía de Guanabara,
na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Imagem da Praia da Imbuca - Ilha de Paquetá
A principal forma de chegar à ilha é
através das barcas que partem da Praça XV. A Ilha de Paquetá, com 1,2 quilômetro quadrado de área
e 8 quilômetros de perímetro. Em sua maior extensão,
da ponta do Lameirão à ponta da Imbuca, mede 2 316 metros e,
na menor, na ladeira do Vicente, aproximadamente 100 metros.
Em seu relevo, contam-se nove morros,
o mais elevado dos quais o morro do Vigário,
na cota de 69 metros acima do nível do mar.

A Ilha de Paquetá dista aproximadamente 17 quilômetros da
Praça 15 de Novembro, no Centro da cidade do Rio de Janeiro.

Constitui-se no Bairro de Paquetá,
um tradicional e pacato recanto turístico da cidade.

A Ilha de Paquetá encontra-se próximo
à Área de Preservação Ambiental de Guapimirim,
área de conservação de manguezais, fonte de vida marinha.
Essa proximidade, aliada ao fato de que a ilha…

Praias da Ilha de Paquetá.

Praias de Paquetá.
Conheça todas as praias de Paquetá
Da Imbuca ao Catimbáu:

Saindo da estação das barcas da ilha
e seguindo os caminhos que te levarão
a recantos bucólicos, de paz e tranqüilidade. Iniciaremos pela praia da Imbuca,
situada na parte sul da ilha,
entre a praça dos Atobás e a ponta da Imbuca, abrangendo
as praias Moema e Iracema.
É um Recanto de beleza rara.
Praia da Imbuca.
Da ponta da Imbuca até ao local conhecido como "cocheiras"
conheceremos a Praia Manuel Luís, antiga Praia dos Frades
ponto de reunião de pescadores nativos da ilha
e moradores das comunidades
do "Pendura a saia" e das "Cocheiras",
como são conhecidas popularmente essas comunidades
pelos moradores da Ilha de Paquetá,
alem de moradores de outros pontos da ilha
que simpatizam com esse tranquilo recanto.
Praia Manuel Luís (antiga Praia dos Frades).
Partindo do Parque Darke de Mattos até
a Ponte da Saudade, temos a antiga
praia da Guarda, atualmente praia José Bonifácio,
mas pop…

Instruções de segurança.

Instruções que seguranças passam a clientes:
Caminhando, abastecendo no posto,
no caixa eletrônico, fazendo exercícios.
Caminhando: Observe o que acontece ao redor
(atenção 360 graus). Mantenha sempre
20 metros de distância de um suspeito
e observe as mãos dele
(geralmente escondidas nos bolsos).

Se tiver que gritar, não use "socorro"
porque faz as pessoas ao redor recuarem,
pois fica claro que há perigo. Grite o
nome de alguém, como "Paulo". O bandido
achará isso incomum e pensará haver
mais pessoas com a vítima.

Mude de calçada e observe
o comportamento do suspeito.

Nunca demonstre estar
procurando um endereço.

Use óculos escuros, ande rápido e no centro da calçada
e, se puder contra o sentido do trânsito
(para perceber algum veículo suspeito).
Mantenha a bolsa à frente do corpo.

Abastecendo no Posto: Evite ir à noite.
Observe, antes de entrar, se há movimentação
estranha, como funcionários parados e nervosos.
Se desconfiar de algo, não entre.

No Caixa Eletrônico:…

Pontos turísticos da Ilha de Paquetá.

Conheça os pontos turísticos da Ilha de Paquetá:
Ponte da Saudade, Pedra da Moreninha, Pedra dos Namorados,
Solar Del' Rey, Casa de José Bonifácio, Casa da Moreninha,
Cemitério dos Pássaros, a Maria Gorda da Ilha de Paquetá,
Capela de São Roque, e o Parque Darke de Mattos.Ponte da Saudade.
Conta à lenda que: Um negro todas as noites dirigia-se ao cais,
por aonde chegavam os escravos africanos,
após um período de quarentena na Ilha de Brocoió,
para implorar aos Orixás
o reencontro com sua família que foi deixada na África.

Imagem: Ponte da Saudade. Canhão do Século XIX - Praia dos Tamoios.
Localizado na Praia dos Tamoios,
o canhão, tem uma placa que diz
"Daqui este canhão saudava a chegada de D.João VI".
O canhão foi encontrado próximo à Praça Bom Jesus.
No entanto não está escrito na placa em que local
era esse de onde se saudava o Imperador.
Vale, no entanto, como memória das visitas de D.João VI à ilha.

imagem: Canhão do Século XIX na Praia dos Tamoios

Pedra da Moren…