Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2020

Aves aquáticas da Ilha de Paquetá.

Sob a enorme abóbada azul, livre de pinceladas disformes de branco, admiro, desde muito, o trânsito das aves aquáticas que sobrevoam a Ilha de Paquetá e, em especial, o meu “encouraçado permanentemente encalhado na Praia da Imbuca " De urubus todos negros às garças de impecável branco em seus permanentes movimentos, um interminável balé. Logo me surpreendi ao me perguntar “que pássaro é aquele?” A principio, em conversa com gente da terra, contentei-me com expressões de esclarecimento como “aquela branca de perna comprida”, “a que plana”, “o patinho que mergulha”, “aquelas que voam em formatura” ou “a perseguido em luta aérea”. Depois, mais curioso, dediquei-me á uma melhor identificação de todas essas aves, empreitada que não me foi fácil, haja vista a quantidade de “acho que é”, “eu a conheço como” que não combinavam com as pesquisas que eu já fazia na internet. Como ajuda, passei a fotografar aquelas cinco aves mais freqüentes nos céus da Ilha gr

Pássaros da Ilha de Paquetá.

Comecei a frequentar a Ilha de Paquetá há quase meio século e há décadas tornei-me proprietário. Antes eu era visitante efêmero, hoje sou seu permanente morador em todos os fins de semanas, em feriados prolongados, durante as férias de início de ano acompanhado de filhos e netos. Antes eu olhava, hoje eu observo. Em minha infância em Resende assisti meu pai cuidando de suas mais de uma dezena de gaiolas ocupadas por larga variedade de pássaros canoros. Conheci arapongas, avinhados, coleiros, sanhaços, sabiás, pintassilgos, canários belgas e da terra, melros, tiés, saíras e bicos-de-lacre. Livres, conheci os silvestres beija-flores ou colibris, pardais, viuvinhas e rolinhas. Estamos em março de 2011. Cansei-me de ouvir severas críticas e tristes comentários relativos ao desaparecimento desses vistosos pássaros em Paquetá . "Esta Ilha não é mais a mesma. Desapareceram os colibris.” “Não se vêem mais canários.” “Sumiram os sabiás, sanhaços e melr